Cadernos AEL, Vol. 2, No 3/4 (1996)

Tamanho da fonte:  Menor  Médio  Maior

Entre emancipadas e quimeras - imagens do feminismo no Brasil

Verônica Clemente Ferreira

Resumo


O presente artigo procurará mapear, através da análise de artigos sobre o feminismo presentes em revistas e jornais feministas, algumas das principais imagens construídas sobre o feminismo brasileiro. O trabalho de pesquisa engloba também periódicos femininos, humorísticos, nacionalistas e políticos pesquisados no acervo do Arquivo Edgard Leuenroth. É importante, no entanto, que o leitor saiba que para os fins desta pesquisa foram escolhidos dois momentos da história brasileira onde o movimento feminista obteve destaque no contexto social. No primeiro período, compreendido entre a década final do século XIX e as primeiras décadas do século XX, houve a emergência de dois tipos de feminismo: um feminismo liberal, professado por mulheres das elites cafeeiras e das camadas médias, cujas principais bandeiras de luta foram o direito à participação social e o direito ao voto, e um outro tipo de feminismo, surgido no interior do movimento anarquista, que justamente por repudiar o sufrágio, abriu espaço para um leque de questões inusitadas para a época, questionando vários aspectos da relação homem/mulher.